quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Infância

Ainda carregava para todo lado aquela boneca sem braço e com um olho só. As pernas riscadas de rosa contrastavam com o plástico desbotada pelo tempo. Esse que ela não queria deixar para trás.

Um comentário:

Silvana Tavano disse...

Lindeza de texto.
beijo