segunda-feira, 29 de junho de 2009

Aquarela


- Verde. Tá decidido.

Não era verdade. Essa era só mais uma das decisões que não sabia tomar. É uma parede, não pode ser tão difícil. Em ocasiões muito mais complicadas, o veredito saiu sem conhecer sua vontade. Como no casamento. O noivo já fez o pedido com data marcada e festa montada. O vestido foi desenhado pela mãe. Ela só tinha que comparecer. E ela foi. O futuro marido providenciou para que alguém a conduzisse em todos os momentos, não daria chance a nenhuma dúvida de última hora. A lua-de-mel, a casa, o nome dos filhos. Não tinha tempo de pensar, já recebia a certidão de nascimento assim que abria os olhos. Até a separação foi iniciativa dele, que saiu de casa levando a vida que ela conhecia. O pintor veio por indicação da mãe: é preciso mudar o ambiente, cobrir o passado com outra cor. Que ela não tinha ideia de qual seria. Talvez o rosa fique melhor.

Um comentário:

Carlos disse...

Fernanda,
Gostei dessa Aquarela. Mais cores e fica perfeito.
Beijos,
Carlos