quinta-feira, 9 de abril de 2009

Ídolo

Fico calado diante do gigante. Não que eu não tenha nada para falar. Esperar por ele me enterrou os pés no chão. Claro que ele nem percebeu minha presença. Devo ser como uma formiga, ou um inseto ainda menor. Ele é muito mais do que eu poderia supor na minha jornada, mais curta do que eu gostaria. Bastou que ele desse o primeiro passo.

2 comentários:

analuandrigueti disse...

fiquei curiosa pra saber quem seria. é de verdade? tem corpo (e alma)? independente disso, gostei desse. diz muito. bjs analu

Fernanda disse...

é sempre ficção, né? nesse caso, 100%. que bom que você gostou, apesar disso. rs! bjs!