sexta-feira, 20 de março de 2009

E viveram felizes para sempre

Suas dúvidas foram dissipadas na toalha do altar. O peso do buquê tirado dos ombros. O véu já não cobria nada. Era aquele o homem para dividir a vida. Era ali mesmo que deveria estar. Sorriu, mais por alívio do que por felicidade. Ele retribuiu, talvez pelo mesmo motivo. O padre balançou a cabeça, como quem diz agora sim podemos começar. 

(Uma homenagem à Flavia, que não tem dúvida de nada).

2 comentários:

Mrs Powder disse...

Flor! Amei!
Só tenho certeza que meu sorriso será mais por felicidade que por alívio, rss! Mas respeito seu texto e bebo todas as palavras com vontade! Adoro seu jeito de escrever!

Beijos milhões

Mrs Powder disse...

Flor! Amei!
Amo seus escritos!
Bebo todas as palavras com vontade!
Só um comentário de minha parte: tenho certeza que meu sorriso será mais de felicidade que de alívio, rssss!!!
Amo você e não vejo a hora de tê-la aqui comigo, no dia mais especial da minha vida!!!!